quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Seriado: Gilmore Girls - A Year in the Life














O famoso seriado do início do ano de 2000, finalmente teve o seu "revival"contendo quatro episódios com cerca de uma hora e meia de duração, em que cada um representa uma estação do ano. Inicialmente, a proposta desta resenha era apenas alguns comentários sem spoiler sobre meu seriado queridinho, mas devido aos segundos finais do quarto episódio, já aviso: Esta postagem contêm spoiler!

Primeiro tenho que comentar que foi um prazer revisitar a querida Star Hollow, o encanto de cada pequeno detalhe: O trovador da cidade na esquina cantando suas canções, o mercadinho, as reuniões excêntricas de Taylor, a Escola de Dança da Miss Patty, antiquário e claro o lugar onde tem o café mais famoso, segundo a protagonista Lorelai Gilmore, a lanchonete Luke's.

Contudo, além do cenário, nenhuma boa história tem a sua alma sem eles: Os personagens. E Gilmore Girls é o tipo de seriado que é repleta de destaques. Entre os personagens secundários, quem merece palmas é a atriz Liza Weil - interprete de Paris Geller cujo personagem continua com a mesma essência e rende boas risadas ao espectador quando retorna ao seu colégio para uma palestra.

Richard Gilmore era interpretado pelo autor Edward Hermann que faleceu no ano de 2014, foi homenageado ao longo da série, especialmente no episódio de estreia. Neste caso a arte imitou a vida e seu personagem faleceu, deixando este momento marcado, já que sua esposa Emily Gilmore tem que aprender a viver sem o marido. Os criadores de Gilmore Girls souberam trazer este assunto com muita delicadeza.

Quanto aos protagonistas, mais uma vez Lorelai (Lauren Graham) encanta os fãs do seriado, com suas características: Referências ao mundo Pop, falar rápido demais, seu vício por cafeína e o amor pela filha. Falando em filha, quem infelizmente deixou muito a desejar foi a personagem Rory, ela merece um novo parágrafo.

Rory Gilmore era a queridinha entre o grande público, apesar de alguns erros ao longo das antigas temporadas (Tem um tempo que larga a faculdade ...)  ela sempre demonstrava arrependimento, preocupação com seu futuro e com as pessoas ao seu redor. Entretanto, o que se vê nesta temporada, é uma adulta imatura, tentando se passar por “moderna”. Isso fica  óbvio quando o espectador vê a personagem novamente com Logan e ela tenta passar o estilo de “O que acontece em Vegas, fica em Vegas” nesse caso seria “O que acontece na Inglaterra, fica na Inglaterra” já que Rory se propõe a ficar com Logan sem compromisso quando ela vai para Inglaterra. Contudo, o grande problema é que ele não está solteiro e sim noivo!  Rory apesar de no fundo ficar triste com a situação, simplesmente aceita isso. Outra evidência é o novo personagem inserido na história, o Paul, trata-se de um namorado que Rory quase não vê e sempre esquece de terminar com o rapaz. A “antiga Rory” sentiria-se culpada por essa situação; perceberia o erro de continuar com Logan e tentaria mudar. Afinal não foi esta mesma personagem que na sétima temporada recusou o pedido de casamento para se dedicar a sua carreira? Uma jovem independente e que busca o sucesso profissional. Para fechar, nos últimos segundos do último capítulo Rory revela a mãe que está grávida. Sinceramente, eu não esperava que isto acontecesse assim. Ao que tudo indica não é uma notícia que impõe uma continuação de temporada, já que ao longo do último episódio o que vemos é uma “repetição” de certos acontecimentos: Lorelai pede dinheiro emprestado a sua mãe com a condição que ela e Luke a visitem e  Rory encontra Dean – seu primeiro namorado no supermercado (Local em que se conheceram). Ainda ocorre a cena que mais chama atenção: Rory procura o seu pai ,Christopher, para contar que pretende escrever um livro e pergunta se o pai não sentiu que podia ter sido diferente e ter criado a filha. Christopher reponde que o que ocorreu parece que foi o destino. Ou seja, ao analisar tudo indica que Logan representa o que Cristopher foi para Lorelai Gilmore e Jess (Milo Ventimiglia) é o “Luke da Rory” pois afinal Jess amadurece  muito e com as pequenas aparições demonstra que ainda senti algo especial por Rory. Isto é, “o ciclo” se iniciará novamente com Rory grávida. Sinceramente, Rory não foi o que eu esperava para esta temporada.

E algo que senti falta ... Quem não se pegou, pelo menos uma vez, cantando junto da telinha a música “Where you lead” da abertura do seriado? A canção só é tocada no final.Não há a famosa abertura da série.


Enfim, Gilmore Girls: A year in the life mata a grande saudade que os fãs tinham do seriado, mas traz uma Rory que o público certamente não se identificará. 

20 comentários:

  1. Oi, Luiza. Eu fiquei sabendo desse seriado recentemente. Como eu não curto muito assistir séries, eu raramente me apego a alguma mas sempre sou fã daquelas que usam e abusam do bom humor. Vou dar uma conferida nessa.
    Beijo! http://leitoraencantada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Luiza!
    Li o post por alto, ainda não consegui assistir aos novos episódios e tenho fugido dos comentários a respeito. Quero ser surpreendida! Mas no finalzinho você acabou respondendo uma dúvida que eu tinha sobre a abertura... Que pena que não tem a música de antigamente, também vou sentir falta.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  3. Oi Lu,

    Estava louca para comentar com você esse revival de GG. Eu tenho a mesma impressão de você.
    Mas, eu já comecei a desgostar da Rory lá nas duas últimas temporadas. Simplesmente, eu nunca fui para a cara do Logan e sua trupe.
    Ela tenta passar a imagem de mulher moderna, mas ela esta é mesmo na crise dos 30 anos, onde infelizmente pensamos que nesta idade já teríamos a vida toda pronta e com sucesso. O que atualmente não acontece com as pessoas com 30.
    O grande destaque foram os personagens secundários, como a Paris, Lane, Michel e claro, Kirk (com o seu ooober).
    Foi como eu tinha te ido, um ciclo se fechou e não é tão difícil imaginar o que pode acontecer com as Gilmores.

    XOXO
    Mia Duarte

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Sou fã de Gilmore Girls e também não achei que esse revival fez jus a série. Em diversas situações tive a impressão de estar vendo algo que já tinha visto antes e isso não foi exatamente positivo.
    Apesar de ser team Logan desde a quinta temporada achei bem estranho a forma como os dois estão juntos nessa... o que mais uma vez é algo que a gente já viu antes (afinal o relacionamento deles começa "sem compromissos")
    Beijos
    http://numrelicario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Poxa e a Sookie estava tão diferente, ela era tão amiga e alegre achei a participação dela distante.

    ResponderExcluir
  6. Olá Luiza,
    o seu texto me descreveu.
    Amei a Lisa como Paris, foi perfeito. A Sookie me deixou arrasada de só aparecer no final. A Lorelai me irritou um pouco, mas isso sempre foi algo nosso rsrsrs
    Agora a Rory, decepção total, estou sem palavras até agora.

    Beijos,
    Anne
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  7. Resenha ótima amei a dica, obrigado pela visita.
    Blog:https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderExcluir
  8. Oi, Lu!
    A Rory nunca foi minha queridinha hahahha Apesar de ter assistido uns episódios espaçados no SBT, eu nunca gostei dela
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção seis anos de Caverna Literária

    ResponderExcluir
  9. Oi, Luiza! Eu também me decepcionei muito com a Rory tanto que escrevi um post dedicado apenas ao comportamento dela no revival. Fiquei um pouco irritado com a forma que colocaram o Logan como um novo Christopher, pois definitivamente ele nunca abandonou a Rory como o pai dela fez com a Lorelai. Caso a Amy resolva fazer mais uma temporada, espero que ela não simplesmente repita a história original e tire o Logan da vida do (possível) filho dele :( Beijinhos, Beatriz.

    www.odiariodeumaescritorainiciante.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Olá Lu,
    gostei de conhecer um pouquinho desse seriado. Não era muito de assistir.
    De uns tempos pra cá que comecei a acompanhar alguns.
    beijocas.

    meumundosecreto

    ResponderExcluir
  11. ooi, não conhecia a série, mas não sei se assistiria :s
    beeijos
    bellapagina.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oi Luiza,
    Eu também fiquei sentindo falta da música de abertura, rs.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Olá.
    Preciso confessar que não consegui chegar nem na metade da primeira temporada :( Ainda não conseguiu me cativar, mas como vejo tanta gente falando bem dessa série, estou pensando em dar mais uma oportunidade.

    Obrigada pela visitinha em meu blog e já estou te seguindo. <3 Beijos! | * Blog PS Amo Leitura *

    ResponderExcluir
  14. Oi, Luiza!
    Acredita que não vi essa série ainda?! Preciso urgentemente! Adorei o post!
    Beijos!
    Borboletas de Papel | fanpage - twitter - instagram

    ResponderExcluir
  15. Oi Lu, tudo bem?
    Odiei o revival. Rory é a personagem que menos gosto e ficou ainda mais tosca e imatura no revival.
    Beijos,

    Priscilla
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  16. Oie Luiza =)

    Acredita que nunca assisti essa série rs... Sempre ouvi falar muito bem dela, mas como a TV local sempre "invadia" a programação do SBT nunca tive oportunidade de assistir ela.

    Estou vendo as pessoas bem dividas sobre essa nova temporada. Algumas pessoas amaram outras não. Eu vou aproveitar que tem todas as temporadas na Netflix para finalmente conhecer o seriado.

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Eu me senti exatamente assim em relação à Rory!
    Muito imatura, cometendo um monte de erros, não que a gente tb não cometa, mas ela ñ demonstra arrependimento algum, como vc disse, e nossa e esse vício dela por bebida?? Toda hora precisa mostrar que tá bebendo, nossa não curti nenhum pouco...

    E sim, porque a música não estava no início de cada capítulo??

    Mas de tudo, gostei bastante!
    Só aquele musical que achei meio nada a ver, fora de contexto e pra piorar, muito longo e chato!!

    Fora isso (rs) gostei bastante!!

    Um beijo, Bá.
    http://cafecomlivrosblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Ahhh, vou colocar na minha lista da Netflix. Há anos ouço falar da série e estou bem curiosa.

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  19. Oi Lu, sua linda, tudo bem?
    Eu amo esse seriado e quando soube que teria esse especial de mais alguns episódios fiquei muito animada. Estou louca para ver.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Oi Luiza!
    Eu não era uma fã de Gilmore Girls, mas gostava da série. Me divertia demais com os diálogos afiados e, principalmente, com a Loralai.
    Gostei do revival. Achei uma delícia retornar a Stars Hallow e reencontrar todas as peculiares da cidade, como você comentou. E fiquei impressionada de ver como eles conseguiram inserir todos os personagens de uma forma ou de outra. O Cristopher era um que eu não esperava ver...ou o Taylor...e como foram participações legais.
    Quanto a Rory, também estranhei um pouco esse comportamento dela, mas acho que o Logan sempre despertou uma Rory diferente nela. Uma Rory mais disposta a riscos...a sair da zona de conforto. Enfim...será que teremos uma continuação para saber o que acontece a partir da gravidez dela?
    Sobre a música, eu adorei que só tocou no final. Nos episódios tínhamos os personagens, o ambiente...tudo. Quando ficamos sem isso, eles nos deram a música tema. Comecei a cantar junto, rsrs
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir