domingo, 23 de junho de 2019

Livro: Já disse que te amo? - Estelle Maskane














Sinopse:    Eden Munro foi para a Califórnia aproveitar o sol, as praias e celebridades. Seria um verão maravilhoso se ela não tivesse que conhecer sua nova família, repleta de estranhos: um pai que não vê há três anos, uma madrasta simpática até demais e três irmãos postiços.
Na casa chique, ela vai ter que ficar bem ao lado do quarto de Tyler Bruce, o mais velho dos irmãos. Ele tem olhos verdes que transbordam raiva e sarcasmo, um ego maior que uma mansão de Beverly Hills e cara de poucos amigos. Eden nunca tinha conhecido alguém tão desagradável e tão intrigante.
Aos poucos, Eden tenta entender o que faz de Tyler uma pessoa tão envolvente quanto o clima da Califórnia. Em meio às festas e às novas amizades, ela percebe que está se apaixonando pela única pessoa que não deveria.
Já disse que te amo? é o primeiro livro da trilogia de Estelle Maskame, que teve mais de 4 milhões de acessos no Wattpad.
Comentando...
  Mais um sucesso de acesso do wattpad que trazem para os livros. Assim que vi esse lançamento fiquei com A curiosidade e confesso que talvez tenha criado muitas expectativas em relação a leitura.
 O livro aborda a vida da adolescente Eden Munro que vai passar as férias na nova casa do pai e conhecer seus "irmãos postiços" assim como a madrasta. A relação de Eden com o pai está longe de ser boa visto que ele abandonou sua família. Esse aspecto, acredito que a autora vai abordar ainda mais nos outros livros. 
 Escrito em primeira pessoa tem-se tudo do ponto de vista da protagonista.  Narrativa simples e traz elementos do cotidiano dando aquela sensação de proximidade.
—  [...] e vamos fazer uma maratona de Pretty Little Liars com um balde de frango frito do lado. [...]" - Página 96 

 Adorei poder passar um tempo em Los Angeles, conhecer alguns lugares que a autora cita como o famoso letreiro de Hollywood. Passatempos como sair para fazer as unhas, compras de roupas  em lojas chiques estão garantidos nas férias de Eden.
 Maskane coloca muitas festas, dinheiro, bebidas e assuntos sérios como drogas.
 Para mim como leitora boa parte que me prende na leitura é a chamada química entre os personagens e infelizmente, ao meu ver foi exatamente isso que senti falta. Sabe, aquela torcida para os personagens finalmente ficarem juntos. Deu para perceber a tentativa de colocar o famoso bad boy problemático e a salvadora que apaixonam-se perdidamente. Contudo, por mais explicações da relação dos protagonistas não senti  faísca ou borboleta no estômago. O que foi uma pena.
— [...] Romeu e Julieta não deve nada ao A dama e Vagabundo. Eles são superdiferentes e mesmo assim conseguem ficar juntos. A Dama era toda certinha e o Vagabundo não ligava para nada, mas os dois se apaixonam.Repasso o filme na cabeça e me pego sorrindo. - Sem  contar que a cena do macarrão é um clássico. - Página 92
 A editora fez uma edição impecável mantendo a arte da capa original que está absolutamente linda.  E ainda já apresenta ao leitor as demais capas da trilogia  



terça-feira, 11 de junho de 2019

Assisto ou Desisto: Chesapeake Shores














Sinopse: Abby O'Brien (Meghan Ory) volta para sua cidade natal de Chesapeake Shores, em Maryland, para ajudar sua irmã Jess (Laci J. Mailey) com a pousada Eagle Point. No entanto, além dos negócios não irem bem, o retorno da jovem ao local é marcado por reencontros marcantes e fantasmas do passado.

Comentando...

 Trata-se de um seriado baseado em uma série de livros da autora americana Sherryl Woods.


O seriado está disponível até a terceira temporada na Netflix. Neste ano, contou com mais uma temporada e foi renovado.

 "Chesapeake Shores" tem duração de cerca de quarenta minutos cada episódio. Os primeiros capítulos são mais apresentações dos personagens e não prendem tanto. Contudo, depois você vai gradativamente apegando-se a cada um dos personagens .

  Paradisíaco é a palavra que descreve o cenário da cidade fictícia  (Confesso que desejei muito viver naquele lugar).

 Além, do lindo cenário, há um ótimo elenco e boa trilha sonora ao iniciar pela música de abertura  "Coming home soon" que dá um toque especial. Ainda tem algumas cenas do ator Jesse Metcalfe soltando a voz dando vida ao personagem Trace Riley.

  Quem gostou do seriado "Gilmore Girls" certamente vai adorar esta série, pois diria que é no mesmo estilo. Mostra os dramas familiares de cada membro e se antes era a conhecida família Gilmore, dê uma chance e agora conviva um pouco com  família O'Brien.

terça-feira, 4 de junho de 2019

Livro: Engano irresistível - Vi Keeland















Sinopse: A primeira vez que vi Caine West foi em um bar. Ele notou que eu o estava encarando e deduziu que fosse um flerte. Quando veio falar comigo, coloquei-o na linha, exasperando tudo o que eu pensava sobre ele ser um mentiroso, traidor e egocêntrico. Sabe, aquele delicioso canalha havia levado minha amiga para jantar; depois, foram para cama e ele nem sequer mencionou que era casado. Por isso, merecia cada xingamento que saía da minha boca. Quando terminei, um sorriso preguiçoso se expandiu em seu rosto perfeito em resposta ao meu sermão. Só então percebi que o homem para o qual eu vociferava impropérios não era o cara certo. Ops. Lindo engano. Com vergonha, saí sem me desculpar e achei que nunca mais veria o estranho bonitão na vida, certo? Foi o que pensei… Até chegar à aula na manhã seguinte… Olá, professor West, sou sua nova assistente. Trabalharei diretamente abaixo de você… no sentido figurado. Embora trabalhar debaixo do professor West não fosse uma má ideia… 

Comentando...

 Vi Keeland é best-seller do The New York Times e atualmente muito comentada. Finalmente, tive contato com um livro da autora e pude comprovar seu talento; achei em sua escrita o estilo de Coolen Hoover.

 " Engano irresistível" é um New Adult e o leitor encontrará diversos elementos desse tipo de leitura: Dramas, cenas hots e amor correspondido mas com problemáticas para o casal ficar junto. Clichês? Sim. Entretanto, mesmo com todos elementos comuns e sem surpresas para quem lê muito, o diferencial é a forma simples como o enredo desenvolve-se. Simplicidade esta que de alguma forma teve o poder de tornar os personagens mais reais, principalmente por ser escrito em primeira pessoa porque há contado direto com todos os pensamentos dos protagonistas. Então percebe-se suas inseguranças, traumas do passado e cada um de seus sentimentos.

 Algo especial para mim que foi o ponto de partida para me interessar pelo livro é que fala de música. A protagonista Rachel Martin, está fazendo mestrado cuja a tese é sobre Terapia Musical. Além de citar algumas canções a autora ressalta o valor das músicas na vida de cada pessoa.


— Ok — Pensei por longos instantes.— Porque a música expressa todas as coisas que uma pessoa não consegue dizer, mas fica impossibilitada de se manter em silêncio." - Página 35

Vi Keeland trabalha neste livro outra temática que amo: Destino. Ela também trata de sérios problemas como drogas e abuso. Apresenta  tudo com muita delicadeza sabendo transmitir para as páginas o momento dramático sem perder a fluidez da leitura. A carga dramática é bem balanceada com o intenso romance e toques de humor.

A autora ganhou ainda mais  pontos ao final do livro nos "Agradecimentos" por deixar registrado seu carinho para leitores e blogueiros.

Definitivamente, quem gosta de ler um bom New Adult " Engano irresistível" só não tem como DEVE  estar na lista de leitura.

sexta-feira, 24 de maio de 2019

Livro: Perigo para um inglês - Sarah MacLean

















Sinopse: Seraphina Talbolt é a mais velha entre as “Irmãs Perigosas” – título que ela e suas irmãs ganharam da Sociedade pela fama de fazerem de tudo para enlaçar homens da nobreza. Sera honrou o posto de perigosa quando conquistou o coração do Duque de Haven e o título de duquesa. Mas o que parecia ser a solução de todos os seus problemas e a realização de um sonho, se tornou tudo aquilo que ela jamais quis.
Desde o momento em que a viu pela primeira vez, o Duque de Haven acreditou que Seraphina Talbot era a mulher de sua vida. Mas quando descobre que ela o enganou, e então casados, sente-se traído e faz de tudo para se livrar dela. Até que após um episódio traumático, Sera foge e ele deseja nunca a ter afastado…
Três anos depois, a duquesa ressurge durante uma reunião na Câmara dos Lordes, causando alvoroço, surpreendendo o duque e exigindo o que ninguém esperava: divórcio.
Determinado a pôr um basta nessa situação e a reconquistar sua esposa, o Duque de Haven arma um plano inteligente para tê-la de volta em seus braços. Mas Sera estará disposta a abrir mão de sua liberdade para ficar com o marido que a tanto magoou?


Comentando...

 Inicio esta resenha com uma declaração de MacLean na parte "Nota da autora" :

" Perigo para um inglês é uma história de esperança encontrada na tristeza [...]" - Sarah MacLean

  Esta frase representa bem o que esperar dessa leitura. E apesar de não ser obrigatório, para melhor entendimento é aconselhável ler " Cilada para um Marquês" visto que alguns acontecimentos são recordados.

"Perigo para um inglês" trata-se de perda, decepções, perdão e amor. Há uma carga dramática forte até chegar a almejada felicidade.

 A autora coloca um mocinho consciente de seus erros no passado e a procura de redenção. Uma mocinha forte que luta pelo que almeja.

"[...] lar era uma coisa estranha, efêmera. Seria possível que ninguém soubesse de verdade o que era um lar? " - Página 83

" [...] Ela nutria um sonho secreto de que ele estaria menos perfeito. Menos atraente. Menos tudo.
Mas ele não estava menos. Ele estava mais ..." - Página 25

 Divertidas e  amigas fiéis de Sera, as irmãs da protagonista participam de boa parte do enredo mas, há trechos em que fica confuso visto que todas as irmãs tem o nome iniciando com a letra "S". Este fato não interrompe o andamento do enredo, pois as irmãs trazem o toque de humor.

" [...] Se havia alguma coisa no mundo que conseguia fazer com que ela evitasse pensar nas próximas seis semanas de sua vida, eram as quatro ligeiramente loucas, inteiramente enlouquecedoras, absolutamente maravilhosas que ela chamava de irmãs." - Página 81

Capítulos do Passado e Presente mostrando todas as ações dos personagens que os levaram até determinado momento.  

"[...] Também ouviu o tempo verbal no passado. Por que eles estavam sempre no passado? " - Página 147

" [...] Talvez porque, na paixão, eles enxergaram a verdade: que os dois combinavam perfeitamente em força, poder e desejo. Talvez porque nesses momentos surgisse um fio de esperança de que os dois pudessem se encontrar novamente, quando a raiva deles passasse e houvesse outra coisa para preencher esse espaço. Ou talvez porque ele a amasse e ela o amasse." - Página 156

 Capa muito bonita e representativa da protagonista. Diagramação bem feita, com mesmo padrão dos volumes anteriores.

 Ao final, Sarah deixa para o leitor a "Nota da autora" em que explica diversas inspirações, fatos históricos e lugares reais contidos no livro.

 Iniciei a resenha com uma citação da própria autora sobre o livro e encerro da mesma forma:

" Às vezes, uma história  fica com você e não a abandona" - Sarah MacLean

quarta-feira, 1 de maio de 2019

Livro: Professor Feelgood - Leisa Rayven













Sinopse:Asha Tate é uma ambiciosa assistente editorial. Romântica ao extremo, ela sonha com um amor que a leve às alturas. O homem ideal deve preencher todos os requisitos de sua longa lista – e talvez seja por isso que ela ainda não o tenha encontrado. Mas o romance fica em segundo plano quando o assunto é carreira, e tudo indica que ela está prestes a ser promovida. No entanto, para conseguir o cargo dos seus sonhos, ela deve achar um best-seller que balance o mercado editorial. Ela só não imagina que será balançada com ele. Em busca do próximo sucesso de vendas da editora Whiplash, Asha acaba entrando em contato com o Instagram do misterioso Professor Feelgood, que tem milhões de seguidores e um grande potencial de vendas. Mais do que apenas fotos sensuais de seu incrível corpo, o Professor posta poemas angustiados que atingem em cheio a sua alma. Mas o homem por trás da página acaba sendo bem diferente do que ela imaginava. Claro, seu corpo é lindo e seu rosto é de morrer, mas ele é intenso, arrogante e parece ter raiva do mundo todo – principalmente dela. Logo, o projeto dos sonhos de Asha parece ter tudo para se tornar um grande pesadelo. Para piorar, a atração que parece queimar entre ela e o Professor não ajuda em nada a manter sua cabeça no lugar. Dividida entre traumas do passado, sua carreira ascendente e sentimentos conflitantes, Asha terá que descobrir como publicar um sucesso editorial, resolver suas questões pessoais e, acima de tudo, lidar com o complexo Professor.

Comentando...

  Antes de iniciar a resenha, muitos leitores farão a pergunta básica: "É necessário ter lido Mr. Romance para ler este volume?" E a resposta é: Não, pois este trata-se de outro romance envolvendo a irmã da protagonista do livro anterior. Contudo, é bom ler o título anterior para entender as referências.  Com este questionamento respondido, vamos a resenha.

 Ainda no ritmo de perguntas: É possível apaixonar-se cada vez mais por um livro novo da mesma autora? Leia, Leisa Rayven que certamente você entenderá este sentimento.

O título "Professor Feelgood" faz referência ao nome utilizado no Instagram pelo protagonista; suas fotos com elaborados textos o faz ganhar popularidade e chama atenção da personagem Asha.


" [...] Todos os posts parecem confissões extremamente pessoais. Acho que parte do motivo de sua popularidade é porque ele destrincha suas questões, erros e arrependimentos na frente do mundo todo, e a coragem e honestidade que saltam da tela me dão a sensação de paixão líquida direto no meu coração."- Página 12

" Sempre pensei que a sensação de ser atingida por um raio enquanto ouço um coro de anjos viria quando eu conhecesse meu amor verdadeiro, mas, nesse momento, olhando o feed do Professor, sinto que encontrei meu destino de uma forma que nunca senti com nenhum namorado. Posso ter procurado em todos os cantos, mas talvez estivesse olhando nos lugares errados." - Página 36

 Para quem lê muitos livros certamente acertará alguns rumos da leitura. Entretanto, Rayven constrói tão bem sua narrativa que faz o leitor questionar-se de "seus achismos" e  ter aquele prazer de ler ao virar cada página. 

 Humor, diálogos vívidos, romance, personagens altamente carismáticos e fortes permeiam em "Professor Feelgood":


"— Você sacrificou setecentos mil dólares para me irritar?
— Ah, mas princesa, te irritar tem um valor inestimável. Além disso, você não pode falar nada. Você está propondo sacrificar uma promoção enorme só para me evitar." - Página 119

" [...] como se fosse um caderno em branco no qual você escreve uma história de amor épica. Então você percebe que há leves rabiscos entre as palavras. Mensagens escondidas que provavelmente teria conseguido ler se tivesse se esforçado, mas nem tentou, porque não era essa a história que você queria contar." - Página 126

" Sinceramente, estar perto dele é exaustivo. E não por causa da nossa inimizade constante ou das disputas verbais, embora isso seja cansativo. É porque estamos sendo esmagados pelo peso de todas as coisas que não estamos dizendo." [...] - Página 151

Duas das frases que mais me marcaram :


" — [...] A diferença entre paraíso e inferno é se ela te ama de volta. Se não, você não pode fazer nada exceto encaixotar seu coração e seguir em frente." - Página 162

" —  Amar alguém é a coisa mais fácil do mundo. Fazê-la te amar de  volta é a parte difícil." - Página 196

 Fiquei completamente apaixonada pela história e como de costume, leio absolutamente TUDO do livro. Ao final, na parte de Agradecimentos, a autora comenta que seu terrível erro foi apaixonar-se pelos personagens assim escreveu páginas e mais páginas sobre o casal (Eu gostaria de ler estas páginas)  e; mais uma vez deixa seu enorme agradecimento aos blogueiros e leitores. 

 A editora caprichou na edição mantendo o mesmo padrão de capa  em tons  neutros, com as letras vermelhas destacado o título e a imagem  bem representativa do protagonista.

Prepare-se para  o tipo de leitura que tem diversos elementos para tornar-se um de seus romances preferidos. Ou conforme, a missão da personagem Asha Tate, encontrar aquele Best-Seller do seu coração.

segunda-feira, 8 de abril de 2019

Assisto ou Desisto : Especial com 2 filmes

















Como "Assisto ou Desisto" não teve mês passado, em Abril vai ser dose dupla. Dois filmes que escolhi. Ambos tem em comum a busca pelo amor.

Filme: Os Encontros de Lucy
Sinopse: Durante o último ano, Lucy (Monica Potter) teve encontros às cegas com cinco rapazes - Doug (John Hannah), Gabriel (Gael García Bernal), Boddy (Antony La Paglia), Barry (HenryThomas) e Luke (David Boreanaz). Um deles está no altar esperando Lucy, mas, antes que o espectador o conheça, poderá viver com ela estas cinco histórias que levaram Lucy a encontrar seu único e verdadeiro amor.

Filme: Escrito nas estrelas
Sinopse: Num apressado dia de compras no inverno de 1990, Jonathan Trager (John Cusack) conhece Sara Thomas (Kate Beckinsale). Dois estranhos no meio da massa em NY, seus caminhos se cruzam em um feriado, sendo que logo sentem entre eles uma atração mútua. Apesar do fato de ambos estarem envolvidos em outras relações, Jonathan e Sara passam a noite andando por Manhattan. Quando a noite chega ao fim, os dois são forçados a determinar algo como seu próximo passo. Quando Jonathan sugere uma troca de telefones, Sara rejeita e propõe uma ideia que dará ao destino o controle de seu futuro. Se eles tiverem que ficar juntos, ela diz a ele, eles encontrarão o caminho de volta para a vida um do outro.

Comentando...

 Primeiro filme "Os Encontros de Lucy", tenho que confessar que depois de meia hora quase,  mais quase desisto. Contudo, que bom que NÃO desisti e continuei. Aos poucos a história de Lucy vai envolvendo o espectador que vê pedaços de cada encontro. (Acertei de primeira quem seria o par ideal dela assim que o encontrei na telinha da TV. Sério!  Foi logo no primeiro diálogo deles. Meu palpite foi certeiro.). O que torna este filme especial é que a cada encontro Lucy descobre os defeitos mas também as qualidades de cada pessoa (Dá até vontade de ter um encontro às cegas). Há a expectativa de saber com quem a protagonista vai se casar  e o que ocorreu a cada momentos dos encontros.Tem cena fofa, clássicas de filmes deste gênero. Veredito final: Assisto.

O segundo filme "Escrito nas estrelas" está disponível no catálogo da Netflix. Ele estava na minha lista há um longo tempo mas não sei o porquê nunca assistia. E tornou-se um daqueles filmes que "aquece o coração". Com TODOS os elementos que uma boa comédia romântica tem que ter. Destaco o amigo de Johnathan que é daqueles que pode-se contar sempre. E foi este personagem que elaborou meu trecho favorito:

"[...] agarrou-se na crença de que a vida não é apenas um amontoado de coincidências.É uma coleção de acontecimentos que culmina num plano sublime e belo. [...] é preciso ter fé no que os antigos chamam de tatum. O que comumente chama-se  de destino"

CUIDADO: Vocês sempre olharão com outra percepção cédulas de dinheiro, livros usados e luvas pretas.
Veredito final: Assisto.